Como é realizada a Endoscopia: Guia completo sobre o tema

Muitas pessoas que nunca precisaram recorrer a esse tipo de exame não fazem ideia de como é realizada a endoscopia, mas para os que um dia precisarão é interessante saber o mínimo, a fim de não sentirem medo durante o procedimento. Ele dura poucos minutos, é prático e possibilita investigar qualquer tipo de problema presente em determinados órgãos do sistema digestivo.

A endoscopia é um procedimento bem comum de ser observado entre as pessoas hoje em dia, visto que a sensação de queimação está se tornando cada vez mais normais. Elas são possíveis de tratar mediante diagnóstico, realizado em uma clínica de qualidade, segura e conceituada.

O que é endoscopia?

Trata-se de um exame que facilita a observação da região gastrointestinal, a qual é formada por esôfago, estômago e o começo do intestino delgado. O procedimento ocorre com auxílio de uma câmera e endoscópio, inserido no interior do paciente para analisá-lo.

O endoscópio é um tubo flexível que passa pela região bucal e a atravessa até atingir as áreas necessárias, para detectar qualquer divergência. Dessa forma, uma pessoa que apresenta problemas de refluxo entenderá, após o exame, o que fazer para controlar este problema e se manter saudável.

A mucosa também é analisada e todas as regiões citadas são captadas por um chip inserido no tubo e pela câmera, para verificar o que se passa na cavidade. Problemas como gastrite e úlceras são diagnosticados através do procedimento de endoscopia feito pelo médico especializado na área.

Quando é indicado realizar o exame?

Haverá indicações apenas se o seu médico demonstrar ser necessário e, para descobrir se existe a obrigatoriedade de passar pela endoscopia, o doutor deve ouvir as suas queixas. Neste caso, na sua consulta tenha atenção conforme relata as suas dores e explique bem os sinais e sintomas, que podem ser:

  • Vômitos;
  • Sensação de queimação;
  • Complicações para engolir;
  • Vômito acompanhado de sangue;
  • Anorexia ou perda de peso sem motivos;
  • Fezes escuras;
  • Dores de estômago ou em outra parte do sistema digestivo.

Existem muitas doenças ligadas ao trato gastrointestinal e o uso de instrumentos cirúrgicos para endoscopia permite diagnosticar com eficácia o que acontece. Dessa forma, após o procedimento, o médico esclarecerá a você que as queixas podem se tratar de:

  • Úlcera;
  • Pólipos;
  • Gastrite;
  • Refluxo;
  • Câncer;
  • Esofagite;
  • Tumores;
  • Hérnia de Hiato.

O procedimento para endoscopia consegue descobrir desde as mais simples até as mais graves doenças, apresentando ao médico dados úteis, que permitirão buscar o tratamento certo. Para isso, tenha atenção aos sinais e principais sintomas, visto que o organismo não apresenta problemas normalmente, apenas quando há microrganismos perigosos à saúde no seu corpo.

Como é o preparo para uma endoscopia?

O preparo exige que o paciente fique em jejum durante 12h e pode haver a necessidade de ingerir medicamentos como o anti-hipertensivo, o qual deve ser tomado com acompanhamento de água.

No entanto, este remédio é indicado apenas por seu médico e nem sempre você ou os demais pacientes terão de ser medicados. Quem possui diabete deve ter alguns cuidados, dentre eles:

  • Marcar o exame para o primeiro horário do dia;
  • Usar a insulina apenas após o procedimento, perto da refeição.

No caso de você não possuir a doença, precisará evitar determinados alimentos e remédios antes de ser examinado, porque estes podem causar problemas na endoscopia. Podemos citar como exemplo:

  • Leite;
  • Antiácidos.

Os instrumentos cirúrgicos para endoscopia entrarão na cavidade oral e passarão por todas as regiões com precisão para o médico enxergar qualquer anormalidade. Quando você come, ingere leite ou usa medicamentos sem a necessidade, faz com que estas partes do corpo trabalhem mais, atrapalhando o resultado.

Como é o procedimento de endoscopia passo a passo?

como-e-realizada-a-endoscopia-imagem-01-Endocommerce

O tubo endoscópico é introduzido pelo interior da boca do paciente, passando pelo esôfago e estômago até atingir o duodeno. É possível tratar de possíveis lesões presentes na região, ao invés dessa mesma pessoa precisar de uma cirurgia no futuro para solucionar o caso.

É necessário ser sedado para fazer o exame?

Para dar início ao processo, é necessário sedar o paciente para não haver dificuldades ao inserir o tubo e ele se engasgar, ou causar movimentos em falso que possam machucá-lo. Neste caso, são usados dois tipos de medicações:

  • Hipnóticos: similar ao propofol, deixam o paciente inconsciente;
  • Opióides: fentanil, que auxilia a não ter dor.

No caso da dosagem, esta é medida de acordo com o tempo que a endoscopia precisa durar — cerca de 20 minutos —, permitindo que você acorde após o processo e, acompanhado, retorne em segurança ao lar.

Além disso, você deve ter cuidado para não confundir como é realizada a endoscopia com colonoscopia e cistoscopia, pois ambos são feitos em áreas diferentes do corpo. Então, não há com o que se preocupar, desde que se mantenha em jejum para realizar a endoscopia em segurança.

É doloroso realizar uma endoscopia?

Os sedativos são responsáveis por evitar que você sinta qualquer tipo de dor ou incômodo na região da garganta, uma vez que esteja em estado de sono profundo.

Há muitas pessoas que possuem amnésia na pós-endoscopia, esquecendo sobre o exame e até mesmo que saiu de casa. São sintomas comuns, que desaparecem em pouco tempo e é, por motivos iguais a este, que existe a necessidade de um bom acompanhante por perto.

Pode ser que alguns pacientes tenham mais dor no momento de receber a injeção com o sedativo do que com a endoscopia. Mas como em muitos casos, tem quem sinta muito medo de agulha e mais incômodo ainda quando o furo é feito erroneamente no braço.

Qual o tempo de duração do exame?

A endoscopia dura aproximadamente 20 minutos. Raramente ela durará um período superior a este, pois tudo o que o médico necessita é investigar a região gastrointestinal, e com as imagens obtidas verificar o que acontece na sua cavidade.

Ao longo do exame, toda a sua frequência cardíaca e oxigenação são averiguados no monitor. Você também usará um mordedor para evitar morder o tubo dentro da sua boca a fim de não se ferir.

A endoscopia pode ser feita mais de uma vez ao ano?

Para dar continuidade aos tratamentos e verificar se a região está saudável, em 4 semanas se torna necessário retornar ao médico e refazer a endoscopia, em determinados casos. Não é um tipo de exame que possui um período obrigatório a seguir como, por exemplo, repetição a cada 2 anos. Você pode fazer no mesmo dia e poucas horas após o procedimento, se preciso.

A depender das queixas, é possível fazer 2x no mês ou apenas anualmente, para verificar se a saúde está em dia e não existem problemas do trato digestivo. Caso você sinta medo, não precisa fazê-la, principalmente se não apresentar sinais de doenças relacionadas ao sistema gastrointestinal.

O ideal de aprender sobre como é realizada a endoscopia, é você entender que precisa de ordem médica para saber se é necessário ou não. Se não houver sintomas de queimação ou desconfortos, é provável que você receba uma dieta alimentar para seguir e já perceba melhoria dos seus sintomas.

Onde fazer o exame?

A endoscopia deve ser realizada apenas em clínicas de confiança que tenham sido citadas por seu médico, portanto, tenha cuidado no momento de procurar e peça sugestões. É importante que você seja bem atendido por uma boa equipe, tanto no pré-exame quanto no pós.

Além disso, o procedimento para endoscopia exige um time especializado na área, que tenha anos de conhecimento para entregar o diagnóstico completo e correto. Para não ter dores de cabeça, analise se a clínica é:

  • Conceituada;
  • Organizada;
  • Verifique o grau de reclamações;
  • Confira os comentários de outros pacientes;
  • Visite previamente a clínica;
  • Converse com o médico e veja se ele tira suas dúvidas.

Você, como paciente, tem o direito de perguntar se os instrumentos cirúrgicos para endoscopia são devidamente esterilizados, se você não corre risco de contrair nenhuma doença e se o tubo não afeta a garganta. Seja criterioso com as dúvidas antes de pensar em marcar o exame na recepção.

Conhecer todo o procedimento de como é realizada a endoscopia permite entender melhor a prática para não ter medo antes do exame. Você estará na companhia de profissionais de qualidade, que cuidarão de você com carinho a fim de obter um bom diagnóstico e o tratamento mais indicado para suas queixas.

Endocommerce

Endocommerce

Compartilhe esse material:
Está com alguma dúvida?
Entre em contato conosco!

Inscreva-se em
nossa Newsletter

Postagens recentes

Postagens relacionadas