Armário hospitalar: dicas para escolher um seguro

Ter um armário hospitalar que garanta a segurança dos medicamentos é essencial para qualquer hospital. Só assim a instituição sabe que tem os seus remédios em um local seguro, longe de contaminação e do uso indevido. Um item desses é necessário também para a praticidade, pois com esses armários fica claro onde os utensílios estão, além de sempre organizados e à disposição dos profissionais.

É preciso se atentar a certos aspectos para sua escolha. Os móveis hospitalares devem ser feitos segundo regras estritas de material e pensados para levar mais praticidade para enfermeiros e médicos. É necessário que os armários hospitalares atendam essa demanda e garantam a segurança dos itens.

Quais são as características de segurança mais importantes em um armário hospitalar?

Um armário hospitalar que garante a segurança dos medicamentos em primeiro lugar deve ser adequado para armazenar quaisquer itens que sejam geralmente utilizados pela instituição. Então um dos primeiros aspectos que devem ser levados em conta sobre esse item é o seu tamanho.

Existem armários hospitalares de diversos tamanhos, e o hospital – ou médico com consultório – deve escolher aquele que atende às suas necessidades. E não há apenas a dimensão vertical, há também sua profundidade e largura. Esses aspectos contam e influenciam no uso diário e os profissionais devem se atentar a eles no momento de escolha.

Quanto ao material, este deve ser analisado com calma. A matéria-prima do armário é fundamental para a segurança hospitalar, visto que há materiais que são tóxicos, outros que não protegem os medicamentos e também aqueles frágeis demais, entre outros problemas. É essencial que a matéria-prima de seu armário não traga malefícios para os remédios que serão armazenados, portanto, preste atenção nesse ponto.

Outro aspecto que varia entre esses armários hospitalares são seus recursos. Certos armários contam com gavetas, e isso pode expandir o seu uso e as possibilidades de armazenamento. Para hospitais com certas demandas esse é um fator muito positivo.

Por fim, também há o aspecto da mobilidade. Há armários que tem rodinhas que permitem que o móvel possa ser transportado dentro do consultório ou hospital. Para locais onde há essa necessidade, em especial as grandes instituições, essa é uma tremenda vantagem. Mas se você acha que não tem essa demanda, pode escolher no momento da compra um armário hospitalar de parede.

Quais são as opções de fechaduras mais seguras para um armário hospitalar?**

Um bom armário hospitalar que garante a segurança dos medicamentos deve ter uma fechadura que tranque.

Mesmo que um profissional da saúde argumente, com razão, de que a tranca pode dificultar a agilidade e praticidade com que ele pega os remédios, ainda assim a fechadura é essencial. Porque nos momentos em que o armário não está em uso, ele pode estar trancado em segurança.

Esse é um recurso absolutamente necessário. Remédios de hospitais costumam ser controlados, e qualquer tipo de uso inadequado pode acarretar problemas graves. É também uma medida de segurança contra pessoas que podem pegar os remédios de modo desavisado ou por má-fé.

Em um hospital onde há enfermeiros que são novatos, a tranca é uma forma de controle. Assim, os enfermeiros experientes têm ideia de quem está mexendo no armário sempre que for solicitada a chave. Por todas essas razões é fundamental que o armário hospitalar tenha chave.

Mesmo aqueles com gavetas, o ideal é que cada gaveta tenha sua chave particular para que não possa ser aberta sem autorização e controle.

Qual é a capacidade de armazenamento ideal para um armário hospitalar?

A capacidade de um armário hospitalar depende da demanda do consultório ou hospital. Em teoria não há uma média ideal, no entanto, este é um ponto que deve ser considerado no momento da compra.

Cada instituição sabe de suas necessidades e o número médio de medicamentos que utiliza em seu dia a dia. Se ela não sabe quais são esses, deve pesquisar antes de partir para a compra de um armário hospitalar. Assim ela poderá comprar aquele móvel que é compatível com suas necessidades.

Se o armário for grande, ela terá problemas com sua mobilidade e para conseguir manuseá-lo de modo correto. Se ele for pequeno, o armário irá limitar o uso para seus colaboradores.

Um modelo pequeno, aquém do uso da instituição, definitivamente não é um armário hospitalar que garante a segurança dos medicamentos. Para que se assegure de fato a qualidade dos medicamentos, eles não podem estar abarrotados e prensados dentro do armário.

Quais são as normas e regulamentações que um armário hospitalar deve atender?

É necessário acima de tudo que esses armários sejam higiênicos, oferecer proteção para os medicamentos aos perigos do ambiente e também nunca estar em mau estado. E por mau estado queremos dizer:

  • Enferrujado;
  • Sujo;
  • Com mofo;
  • Com buracos ou danos em seu material.

É essencial que esses armários tenham uma altura adequada para serem utilizados pelos profissionais e que sejam limpos com regularidade.

Como escolher o material mais adequado para um armário hospitalar?

escolher-armario-hospitalar-imagem-01-Endocommerce

O material mais adequado para um armário hospitalar que garante a segurança dos medicamentos é o aço inox. Esse aço oferece inúmeras vantagens não só para o armário, mas para outros móveis hospitalares. Entre os benefícios desse metal estão:

  • Alta durabilidade;
  • Resistência à oxidação;
  • Não é um metal magnético;
  • É fácil de limpar e esterilizar;
  • Sua superfície não é porosa e não serve de lugar para agentes patogênicos.

Na hora de comprar um armário hospitalar se atente ao material do produto e escolha o de aço inox.

Como escolher o tamanho e a configuração correta para um armário hospitalar?

O tamanho e a configuração – se ele tem gaveta, por exemplo – é de critério exclusivo de acordo com a demanda do hospital. Claro, instituições maiores também vão ter diferentes salas e é provável que se utilize mais de um armário.

Nesses casos, cada uma dessas salas terá sua demanda analisada e os medicamentos que serão utilizados para assim o critério ser feito e o armário adequado escolhido. Mas esta é uma média que deve ser realizada pela própria instituição.

Quais são as considerações importantes ao escolher um fornecedor de armários hospitalares?

Por fim, vamos relembrar os pontos abordados em nosso artigo, os critérios mais essenciais para escolher um armário hospitalar que garante a segurança dos medicamentos:

  • Tamanho;
  • Segurança oferecida aos medicamentos;
  • Se tem tranca ou não;
  • Mobilidade;
  • Material de que é feito;
  • Recursos e configuração como se há presença de gavetas ou não.

Se na hora de comprar um armário hospitalar você realizar todas essas considerações, sem dúvidas sua escolha será adequada.

Como escolher um armário hospitalar que seja fácil de limpar e manter higiênico?

O que mais interfere na hora de limpar um armário hospitalar, prática essa essencial, é o material do que é feito o produto.

Portanto, escolha sempre os armários com materiais que favoreçam essa limpeza, como é o caso do próprio aço inox que já mencionamos em nosso artigo.

Como garantir que um armário hospitalar seja durável e resistente a danos?

Para que seu armário esteja em bom estado é necessário que os profissionais o usem de modo consciente. É ideal que seja limpo, receba manutenção periódica e preventiva, e seja manuseado com cuidado, sem ter suas portas batidas constantemente, por exemplo.

Aqui, mais uma vez o material do que é feito o armário conta para sua durabilidade. Então busque por opções resistentes.

Escolher um armário hospitalar que garanta a segurança dos medicamentos pode ser complicado, pois requer muita responsabilidade em se tratando de um ambiente como este, mas com nosso artigo sem dúvidas sua escolha será mais sábia e fácil!

Endocommerce

Endocommerce

Compartilhe esse material:
Está com alguma dúvida?
Entre em contato conosco!

Inscreva-se em
nossa Newsletter

Postagens recentes

Postagens relacionadas