Especialidades médicas que se dedicam à saúde da mulher

Existem especialidades médicas que se dedicam à saúde da mulher. Essas especializações médicas são essenciais para que o público feminino possa manter sua saúde em dia, realizar seus exames e cuidar de todos os detalhes do seu organismo.

Certos aspectos do corpo da mulher precisam de um olhar atento e de um profissional especializado para ser estudado, tratado e, quando sofrem com uma patologia ou condição, diagnosticado. Podemos pontuar entre esses problemas aqueles que afetam os seios, os órgãos reprodutores femininos como útero e todos os outros que atrapalham na vida prática da mulher.

Quais as principais especialidades médicas que cuidam da saúde da mulher?

Existe uma série de especializações médicas que a mulher deve consultar com frequência. Os mais conhecidos são sem dúvidas os profissionais ginecologistas, responsáveis por examinar o sistema reprodutor feminino. Entretanto, as outras especialidades essenciais são:

  • Mastologistas: médico que cuida das mamas;
  • Endocrinologistas: médico que cuida das glândulas endócrinas;
  • Cardiologistas: médico que cuida do coração;
  • Oftalmologistas: médico que cuida dos olhos;
  • Angiologistas: médico que cuida da saúde vascular;
  • Urologistas: muita gente pode se surpreender, mas o urologista não é um médico que trata somente dos homens, mas também se tornando essenciais para o tratamento do canal urinário da mulher.

Há ainda outras especialidades que à primeira vista parecem que não têm ligações com a saúde feminina, mas que devem ser consultadas de modo frequente pelas mulheres como cardiologistas e endocrinologistas.

Como as especialidades médicas trabalham em conjunto para cuidar da saúde integral da mulher?

Como comentado, não é necessário que cada uma dessas modalidades seja especialmente dedicada à saúde feminina, como é o caso da cardiologia, cuja associação com o corpo da mulher é automática. Muitas dessas especializações médicas são alheias aos cuidados específicos da mulher.

Mas isso não faz delas menos adequadas para auxiliar a saúde feminina. Pelo contrário, um cardiologista ou endocrinologista ainda são especialidades de grande importância para a saúde do ser humano, seja homem ou mulher.

Por tratarem de diferentes partes do corpo, as especialidades formam um apanhado completo do organismo. Por isso é ideal que as pessoas consultem diversos desses especialistas para verificar se todo seu organismo está em bom estado, em todos os detalhes.

Quais são os exames preventivos que toda mulher deve fazer e com qual frequência?

Diante do leque de especialistas responsáveis por cuidar da saúde da mulher, há uma grande diversidade de exames e técnicas responsáveis por garantir que o organismo feminino esteja bem. Os principais exames preventivos são:

  • Ultrassom transvaginal: Avalia todo o aparelho reprodutor feminino como trompas, ovários e útero. Feito por recomendação médica, se torna periódico na gravidez, em especial no sexto e nono mês;
  • Mamografia digital: Exame essencial para mulheres com histórico de câncer de mama na família. Para mulheres acima dos 40 o exame deve ser feito anualmente;
  • Papanicolau: Um exame clássico, é feito de ano em ano desde o início da vida sexual da mulher;
  • Exame de sangue: Um exame padrão para o check up médico que deve ser realizado periodicamente. Também pode ser solicitado sob condições excepcionais. A recomendação é fazer a cada dois anos;
  • Exame de fezes e urina: Também são considerados exames de rotina, mas podem ser solicitados de modo excepcional. Recomendado ser feito anualmente ou a cada dois anos;
  • Eletrocardiograma: Um dos exames para o coração mais completos e com maiores benefícios. A partir dos 50 anos é recomendado fazer anualmente o exame;
  • Ultrassom de tireoide: Exame realizado na tireoide para identificar alterações na glândula. Lembrando que o hipertireoidismo é sete vezes mais comum em mulheres do que em homens. Feito somente em suspeita médica ou quando há histórico na família.

Esses são alguns dos exames mais solicitados pelas especialidades médicas que se dedicam à saúde da mulher para dar uma olhada em como anda a saúde feminina.

Quais especialidades médicas são importantes durante a gravidez?

especialidades-medicas-saude-da-mulher-imagem-01-Endocommerce

Assim que a mulher identifica que está grávida, ela deve procurar duas especialidades médicas que se dedicam à saúde da mulher: o ginecologista e o obstetra. A maioria dos obstetras são ginecologistas, nesse caso converse com seu médico para tirar a dúvida. 

Esses dois profissionais irão acompanhar a gestante em todo o processo de sua gravidez. Eles realizam os exames necessários, verificam o estado da criança e da gestante e dão todos os detalhes sobre a gestação.

Depois que a criança nascer, é essencial que a mamãe busque o auxílio do pediatra, que é uma das especialidades mais essenciais para a maternidade.

Quais as especialidades médicas envolvidas no tratamento do câncer de mama e outros tipos de câncer que afetam as mulheres?

Existem três especialidades que estão relacionadas com a doença e podem tratar o terrível câncer na região. São elas:

  • Ginecologista: o profissional não trata apenas do útero e dos órgãos reprodutores em si, mas também se estende ao tratamento das mamas;
  • Oncologistas: o oncologista é o profissional que se dedica ao estudo do câncer, portanto são profissionais capazes de realizar diagnóstico e tratamento de câncer de mama;
  • Mastologistas: já o mastologista é o profissional que se dedica a tratar das mamas e todas as patologias e condições que podem afetá-las, inclusive o câncer.

Ao identificar sinais de câncer de mama busque um desses três profissionais que sem dúvidas irão começar um diagnóstico, e caso achem necessário, farão um encaminhamento para outro profissional mais capacitado.

Como a saúde mental está relacionada à saúde feminina e quais especialidades podem ajudar nesse aspecto?

Existem doenças que infelizmente são psicossomáticas, ou seja, causadas por um estado psicológico abalado, estressado ou mesmo deteriorado. Para esses cuidados, o ideal é procurar por psicólogos e psiquiatras. Nas mulheres, essas patologias podem se manifestar de modo simples, como enxaquecas e tonturas, mas também podem evoluir para casos graves como o câncer de mama.

estudos que relacionam o psicológico da mulher com este tipo de câncer, logo, é essencial que o psicológico da mulher seja tão bem cuidado quanto o corpo.

Quais os principais desafios na área da saúde feminina e como as especialidades médicas estão trabalhando para superá-los?

Existem sim uma série de desafios que devem ser superados no que se refere a saúde da mulher. A começar pelo que é chamado de “violência obstétrica”, que é quando o profissional da saúde toma decisões em relação à gestação da mulher sem o seu consentimento.

Claro, não estamos falando de decisões de urgência, mas sim de decisões onde poderia ser perguntado para a mãe que rumos a mesma gostaria de dar para sua gestação e que não acarreta riscos para sua saúde – ou do bebê. Dados sugerem que a violência obstétrica acontece em 18% a 44% das gestações no Brasil, um número assustador.

Outro assunto essencial é a da mortalidade materna. Segundo dados recentes dos anos de 2020, 2021 e 2022, a mortalidade materna está entre 30 a cada 100 mil partos, um número que apresenta redução desde o ano retrasado, porém está aquém do apresentado por países desenvolvidos que apresenta 20 óbitos para 100 mil.

Essas são as principais missões das especialidades médicas que se dedicam à saúde da mulher. Agora que já conhece todas elas, não deixe de ir com regularidade em busca de exames rotineiros. Garanta sua saúde!

Endocommerce

Endocommerce

Compartilhe esse material:
Está com alguma dúvida?
Entre em contato conosco!

Inscreva-se em
nossa Newsletter

Postagens recentes

Postagens relacionadas